"Selos Recebidos"

quarta-feira, 9 de junho de 2010

"Uma Armadura"


Mesmo que me dispa desta sensibilidade hora bem quista
De que me adiantaria à vida se do amor que a alma se conquista
Mesmo sendo ele causador da dor que hora se aloja e na alma se dissipa
Nada restaria da poesia que vezes escritas das dores que tem como causadores desamores em vida.

Que poeta se preza de tamanha destreza em dizer que do desamor jamais se fez escrita.
Nem trovador, poeta ou mesmo poetisa deixou de ter em seu punho palavra desalenta.
São muitas as vidas que já se caíram ao menos uma vez em lágrimas de tristeza

Um bocado de gente por ser tão somente gente já se viu uma vez descrente
Muitos são os olhares que já se perderam em meio ao devaneio bem dito crente
Das almas sofredoras de longos e árduos caminhos pelo amor dito essa corrente
Dos trocadilhos inventados, profanados posteriormente desmascarados para gente

Que a tal sensibilidade que nos faz frágeis, sirva também de armadura que cobre a alma
Armadura que não se rompa diante das promessas mentirosas que trazem o carma
Sensibilidade que não se parta diante dos desamores que tão somente vem e arrebata.

Desejo aos corações que provém das emoções tão leves quanto ás plumas de um gavião
Que mesmo leves como bem o são, tem raízes forjadas no guerreiro coração
Desejo em profundo de minha alma que as desavenças se desfaçam feito canção
Assim enquanto a dor passa não traz escuridão e tão somente engana a percepção.

33 comentários:

  1. Vamos ver se agora aparece o comentário completo... rs

    Apenas voltei para dizer-te que tal armadura é existente em sua vida ... que vc a enxergue qd estiver pronto p seguir!
    Vais de um texto tão triste a este que pra mim serve de incentivo tão "rapidamente" que me faz mais uma x pensar se tu caro amigo, é um ser habitante deste mundo onde pouco se vê verdade e tamanha sensibilidade!
    Meu carinho e respeito a vc sempre!

    ResponderExcluir
  2. As vezes nós temos que nos montarmos de uma armadura na nossa vida diária e isso é muito triste...
    Bom seria se todas as pessoas fossem confiavéis e nós não precisassemos temer...
    Afinal qual a graça de se viver em grupo se você tem receio do seu vizinho?
    É isso que me perturba :S



    ;*

    ResponderExcluir
  3. Vc tem alma de poeta! adoro suas palavras!

    ResponderExcluir
  4. Sempre lindo versos, heim Hamilton?!! Poeta talentoso!! Boa noite, beijos ;)

    ResponderExcluir
  5. Lindo, as armaduras em nossa vida são fachadas de proteção ao nosso coração, paz.
    Beijo Lisette

    ResponderExcluir
  6. Oiiie...

    Obrigada, pela visita...

    ...Uma Armadura, uma esperança nessa noite é tudo que Sophia precisa...e eu também...rs!


    Blogbeijoooos!

    ResponderExcluir
  7. Hamilton

    Versos maravilhosos. Parabéns!

    Bjs no coração!

    Nilce

    ResponderExcluir
  8. Meu amigo, teu comentário era pra me fazer xorar neh?
    Valeuuuu!
    Conseguiu.... já respondi!
    Beijo

    ResponderExcluir
  9. Se me permite, doce poeta
    Suas palavras fazem da minha noite algo menos triste!
    Embora a saudade pareça estar agarrada em mim !!
    Não sei como lhe agradecer!

    ResponderExcluir
  10. Se por um lado a armadura nos protege, por outro diminiu nossa percepção sensorial e a liberdade de movimento, de sentir a brisa do vento e correr o risco de voar...

    Um beijo de boa noite!

    ResponderExcluir
  11. Beta, agradeço suas palavras. E muito me felicita saber que as palavras que lê servem de algum incentivo.

    Beijos e respeito em igual a você.

    ResponderExcluir
  12. Jυℓyαnα ツ, tens toda razão.
    No entanto, a armadura a que me refiro seria a criada tão somente por nossa própria sensibilidade a fim de nos proteger das mentiras que atordoam o pensar tal como afligem o coração.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  13. Estou indo me deitar...
    Desculpe -me todas as lamúrias de hoje !!!
    Beijo e Obrigada por me aturar!

    ResponderExcluir
  14. Desabafando, agradeço imensamente suas palavras.
    Será mesmo que existe uma alma de poeta em mim?
    Talvez apenas a de um aprendiz possa ser...

    Adoro vc aqui, beijos!

    ResponderExcluir
  15. Suziley, sempre presente com seu carinho e palavras lisonjeiras a um mero aprendiz da escrita.

    Muito obrigado!

    Beijos e uma ótima noite.

    ResponderExcluir
  16. Lisette, de fato o são, mas esta a que me refiro não deixa o coração encoberto, tão somente se apresenta para restaura-lo pois é a armadura da sensibilidade.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  17. Natália Firmo, agradeço em igual vossa visita.
    Que esta noite então a armadura da sensibilidade lhes traga alento ao coração.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  18. Nilce, muito obrigado pela presença constante, e por suas palavras que de certo incentivam o escrever.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  19. Beta, agradeço sua presença e suas palavras.
    Minha noite também se faz mais branda em saber que as palavras deixadas por mim lhe trouxeram algum alento.
    Não agradeça tão somente se lembre de que deve sempre se lembrar da vida que esta em você;

    Beijos!

    ResponderExcluir
  20. Vim retribuir o seu carinho e dizer que foi maravilhoso te receber no blog.
    Agradeço, a sua visita. Pois meu Jardim ficou muito mais florido com a sua vinda.. Estou muito feliz com a sua presença.
    Não existe nada que pague este carinho.
    Como é bom te receber na minha casa.
    Compartilhar emoções. O Blog Poetas um voo livre e Sinal de Liberdade, só tem agradecer pela sua amizade, carinho, e afeto. Muito obrigada pela sua companhia. Receber pessoas assim tão ESPECIAIS COMO VC É UM GRANDE PRAZER..
    Fico super emocionada, quando te vejo. Vejo que não importa a distância..Estamos sempre juntos neste cantinho..Chamado Meio virtual...Aqui as distância são separadas, apenas por uma tela de Computador e nada mais..
    Um grande abraço. Que nossos caminhos continuem se aproximando sempre e sempre mais.
    Carinhosamente,
    Sandra

    ResponderExcluir
  21. Lívia Azzi, mas não esta a armadura que aos corações desejo, esta provém da sensibilidade que existe nos corações que de alguma forma sofrem, a armadura que vem para curar feridas, a armadura que vem proteger das mentiras.
    Armadura que surge quando mais se precisa, armadura que não permite ao coração que de tantas feridas se torne rocha.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  22. Que bonito relacionar a imagem de uma forte armadura com a sensibilidade. Sensibilidade que, apesar de ter seu aspecto tão frágil e "facilmente atacável" pode ser uma fortíssima armadura a nos proteger.

    Gostei do seu insight, nunca havia pensado algo semelhante!
    E claro, nem preciso comentar que o poema é lindo ne´.
    Abração

    ResponderExcluir
  23. Hamilton...o que fazer com a lágrima, para não enferrujar a armadura? Muito lindo, como sempre! Bjos no coração!

    ResponderExcluir
  24. Hamilton, muito lindo esse teu texto, nunca tinha lido algo que se parecesse...
    É uma pena pensar que temos que usar uma armadura dia a dia para nos proteger...
    De coisas que as vezes nem seriam necessárias...
    Bjo

    ResponderExcluir
  25. Olá...

    mais uma vez um belissimo poema,
    que novamente tocou-me profundamente.


    Boa Quinta-Feira.
    Abraços

    ResponderExcluir
  26. As armaduras ás vezes são de vidro, e é por isso que até os guerreiros se machucam nesta vida que requer capa, espada e íntimo de herói...
    Ternuras

    ResponderExcluir
  27. Alexandre , esse é sim um desejo meu!
    Um desejo a todos "machucados" quem dera a sensibilidade também fosse capaz de nos proteger.

    Abraços amigo, e obrigado pelo elogio!

    ResponderExcluir
  28. Rê, a idéia da armadura é justamente não as deixar cair...

    Beijos!
    Obrigado!

    ResponderExcluir
  29. Livi, seja muito bem vinda e obrigado pelas palavras.
    A armadura a que me refiro não precisaria ser usada no dia-a-dia, mas sim que surgisse quando a alma mais precisa, quando as lágrimas já não cessam no coração;

    Beijos!

    ResponderExcluir
  30. Olá Ѽ 'MαяιScнмitz ♀ {Lady Evil} ☠, fico muito feliz com suas palavras, mais ainda com sua presença sempre.

    Beijos é ótima noite de quinta!

    ResponderExcluir
  31. lolipop, coberta de razão amiga, nada basta se não se ter alma heroíca o que a própria vida nos concede com o passar dos dias.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  32. Acho difícil controlar uma lágrima viu...Bjosss

    ResponderExcluir
  33. queria uma armadura dessas pra me proteger do preconceito humano.

    ResponderExcluir

LinkWithin

Web Analytics