"Selos Recebidos"

quarta-feira, 30 de junho de 2010

"Não Resiti"




Hoje eu precisei de um alento

Hoje precisei de um carinho.

Hoje precisei de um amigo

Hoje precisei de um conselho

De alguém a me dar discernimento

Alguém para evitar estas lágrimas

Ou apenas para me ouvir

Senti-me sozinho

Desejei o firmamento

Agora não mais importa

A lágrima já é corrida

Percorre a face e se faz doída

Agora não tem diferença

Escrevi para quem sabe eu esqueça

Da dor que se fez esta noite em minha sentença

O sono já se passou e perdi também minha crença

Não resisti

Na dor me perdi

E com lágrimas na noite sucumbi


20 comentários:

  1. "O sono já se passou e perdi também minha crença

    Não resisti

    Na dor me perdi

    E com lágrimas na noite sucumbi"

    Amigo, vc naum tah legal neh?
    Gostaria tanto de poder ajuda-lo com palavras q eh nossa unik fonte aki, mas infelizmente, estou me sentindo da msm maneira q vc.
    Sei lah, as vzs por mais q a gnt se esforce, tente manter o positivismo, akbmos por alguns momentos tendo nossas recaidas e sucumbimos.
    Q Deus te de esse colo, esse alento q tanto precisa e qlquer coisa, conte comigo, soh gritar.
    Abracos.

    ResponderExcluir
  2. Não fica assim meu lindo!
    Oh, não fica triste não, conta comigo tá?!
    Te adoro!
    Bjs Hamilton
    Descrevestes com beleza tua tristeza!
    Mila lopes

    ResponderExcluir
  3. Hamilton

    Que beleza há neste triste poema.
    Sabes muito bem usar as palavras até nas piores horas ou apenas poeticamente simulas este amor tão impossível?
    Você é incrivel, já te disse, não?

    Bjs no coração!

    Nilce

    ResponderExcluir
  4. A lágrima limpa e por vezes se faz necessária. Linda maneira de derramá-la. Bjosssssssss

    ResponderExcluir
  5. As lágrimas lavam a nossa alma mas; melhor se fossem só de alegria.
    Abração

    ResponderExcluir
  6. Hamilton, lindo apesar de triste! É impressionante a sua facilidade em fazer isso, em transformar em belo momentos angustiantes...
    Mas acredite: as lágrimas cessam, o dia renasce, e a vida idem! O amor está em vc, sempre! Sinta-o a cada dia! Grande beijo nesse ♥ enorme, viu?
    Si

    ResponderExcluir
  7. Você é precioso pra mim, você sabe!

    Ao mesmo tempo que leio um texto tão belo e aprecio suas palavras... Penso em você... Em como isso deve te fazer sofrer...

    "Depois da tormenta, vem a calmaria..."

    Então... Espero que já tenha virado a página deste livro! E logo... que este livro esteja guardado e bem empoeirado na bliblioteca da sua vida.

    Angel

    ResponderExcluir
  8. Lindo poema ,dito com sentimento ,parabéns .
    Bj

    ResponderExcluir
  9. Poema maravilhoso!

    "E que na leveza da folha ao tocar o chão se faça de borboleta para novamente alçar vôo." (Hamilton, in Banzai)

    Chore... chore muito, depois limpe as lágrimas e rotorne com uma força imensurável...

    Bjosss grandesss

    ResponderExcluir
  10. Logo passa amigo!

    Você é especial! Não fique triste assim...

    Siga outros caminhos e abra seu coração para novas paisagens!!

    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Hamilton, meu amigo querido, já uma vez te disse isso aqui...custa-me senti-lo todos os dias a alimentar-nos com uma beleza que nasce da sua profunda tristeza...fico até sem saber o que dizer. E hoje as lágrimas passam através das palavras.Juro do coração que dava qualquer coisa pra secar esse pranto...mas eu conheço esaa dor, quase física, um aperto no peito, que só o sono apaga, e que os outros não conseguem estancar.
    Queria dizer a vc que hoje o seu comentário me tocou pela beleza. Tão lindo que a sensibilidade da Michelle o trouxe para aqui
    Queria ser borboleta colorida para pousar em sua mão numa dança que lhe trouxesse um sorriso...
    Queria que o correio voasse...
    Queria vir aqui sem sentir o olho a embaciar...
    Como nada disso é possível...
    Obrigada por todo o seu carinho!
    E olha, eu também....adoro vc!!!
    TERNURASSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSS

    ResponderExcluir
  12. Porque está triste assim? Mas não se sinta só! Nós nunca estamos sós! Volte a resgatar a alegria dentro de si!

    ResponderExcluir
  13. É amigo, acho que todos que esperam um grande amor, por vezes, se sentem assim.
    Muito bom.

    ResponderExcluir
  14. Meu amigo !!
    Que triste este post
    Sinto-me impotente agora, me faltam palavras
    Mesmo sendo chatinha as x , se precisar estou aki para te ouvir, viu?
    Te adoro tanto que sinto sua tristeza, mas lembre-se que não vale a pena ... Chore sim, mas erga seus olhos pro céu , verá uma estrela lá brilhando... é o meu kerer bem!!!

    BEIJO

    ResponderExcluir
  15. Meu anjo!

    Curto sua poesia que ainda que triste é tao bela e cheia de emoçao mas da uma dorzinha la no fundo ver vc assim!

    Por vezes só derramando as lágrimas que entao encontramos alivio.Chore se for preciso mas logo apos,anime-se!
    Ultimamente nao sou tao boa companhia mas quem sabe podemos ora juntar nossas lagrimas ora nossos risos!Estou aqui!
    Jesus te ama e eu tbm!
    Beijos e um abraço apertado!

    ResponderExcluir
  16. Depois da tristeza,surge as alegrias, não deixe de buscá-las, haverá sempre o tempo de paz.

    =)

    ResponderExcluir
  17. Lágrimas, sabe as considero como um enxugar da dor, chore para que os sentimentos doloridos saiam e dê espaço ao amor..acho que isso é uma teoria minha..rs
    Um abraço
    Juliana

    ResponderExcluir
  18. Aii,Hamilton!

    Que dor!

    Doeu até em mim!

    ResponderExcluir
  19. Posso dizer que uns dias atrás tb tive uma noite assim...é tão fria e escura, que parece que não vai ter fim.
    Mas lembre-se que ao amanhecer tudo volta á clarear, e nossas esperanças podem se renovar, não perca a fé, nem a vontade de vencer. Você vai superar todas essas angústias e concerteza ser mais especial do que já é...

    Fica com Deus, Beijokaaaaaas!

    ResponderExcluir
  20. Oo cadê vc?
    Não deixe a vampira preocupada, ela vira bicho!!

    Beijos sempre sangrentos e eternos ao meu amado amigo que é você.

    ResponderExcluir

LinkWithin

Web Analytics