"Selos Recebidos"

terça-feira, 22 de junho de 2010

"Que venha o Frio"



E o frio novamente convida

Imaginação e alma bem acolhida

Imagino-me envolto a teu corpo

Respirando em sincronia avistando belo porto

Vamos adentrar e deixar a varanda

Fazer amor sem pressa como o ditado manda

Saborear o estar presente

De corpo e de certo em mente

Deliciarmo-nos no calor da cama

Que incendeia quando se ama

Deixar o vento cantar à varanda

Fazendo-se em doce sinfonia

Enquanto o amor inflama

O frio agora é ausente

A chama do amor esta presente

O frio agora apenas convida

Nós amantes que traduzimos vida


39 comentários:

  1. Adoro o frio, melhor que ele, só o calor do amor.
    Abração

    ResponderExcluir
  2. Ah o frio já chegou aqui há um tempinho! Não gosto de frio, prefiro sol, luz e calor! Mais há que se ter, para tudo florescer com aroma de inverno não é?
    Um abraço
    Ju

    ResponderExcluir
  3. Não há melhor tradução de dois amantes em um lindo hotel de campo evitando na cama o frio que proporciona a vista da varanda.
    Muito bom... a mente viaja na bela poesia!!!

    ResponderExcluir
  4. Que então juntemos ambos Wanderley, o frio e o calor do amor.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  5. Sim doce Juliana, o florescer do inverno se faz necessário para junto dele muito mais florescer.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Victor Zanata, em verdade é onde minha mente estava.
    Longe, no campo no calor do leito...

    Abraços e obrigado meu caro!

    ResponderExcluir
  7. Muito melhor ler coisas assim do que sentir o coração apertado ao ler suas tristezas pq com elas vem a sensação de impotencia bastando a mim pelo menos , apenas palavtas !!
    Não sou fã do frio pq sinto mta dor, mas lendo esse seu post até q nem me incomodaria .... rsrsrrs
    Mtoo bom!!
    Beijo doce aprendiz da escrita!!

    Saudades de vc! rs

    ResponderExcluir
  8. Ah Beta querida.
    Estou assim a doutrinar este pensar, vejo que além de lamúrias posso também traduzir em palavras os sonhos meus.
    Agradeço muito a companhia e seu acompanhar.
    Este frio do jeitinho que se traduziu, de certo é bem vindo a muitos.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Olá, Hamilton!

    Parei aqui no seu blog, nesta noite fria e acabei aquecendo o coração inquieto de poeta...

    Andei lendo vários poemas seus e percebi uma marca só sua em todos eles, "que li hoje". Você sempre fala dos fenômenos da natureza de uma maneira metafórica que nos envolve.

    Seus poemas são românticos e possuem um equilíbrio entre sensibilidade/ sensualidade e a presença forte que marca. Como trovão que quebra o silêncio e como o raio silencioso que acende de longe a nossa noite escura e fechada... Um raio que ao mesmo tempo que nos preocupa, clareia e não chega tão perto a tal ponto de nos amedrontar...

    Obrigada pelo carinho!

    Chris Amag

    ResponderExcluir
  10. Que delícia, Hamilton, esa música, esse friozinho, esses versos, que junção de emoções. Adorei! E olha, estou acompanhada do meu Cabernet Seco por aqui, rsrsrs.
    Eu diria só mais duas palavrinhas para os seus versos: sensualidade e sensibilidade.

    Beijos pra ti

    ResponderExcluir
  11. Olá Chris Amag.
    Em sinceras e lisonjeadas palavras lhe digo que não me ative aos detalhes que incorporou nas palavras.
    Descubro graças a ti, que enfim tenho então uma marca. Sorrio ao saber tão somente agora da marca carregada a cada escrita postada.

    Agradeço em profundo suas palavras, que de certo clarificaram meu pensar.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  12. Ah Luciana P., quanta falta fez por aqui.
    Suas palavras sempre acalentam meu pensar, em saber que escreve acompanhada a um Cabernet, da um toque a mais de romantismo ao ler e escrever.
    Adorei as duas palavrinhas para os versos...rsrs
    Fico assim até mal acostumado! (risos)

    Beijos querida Luciana.

    ResponderExcluir
  13. Que lindooo!
    E obrigada pelo comentário no blog, fico feliz com suas palavras e apoio. E sobre me revelar..rsrsrs...por enquanto ficaremos como estamos. rsrsrs...

    ResponderExcluir
  14. Bela e sensual poesia, Hamilton!! Frio a ser aquecido pelo amor!! Uma boa noite, beijos no seu coração ;)

    ResponderExcluir
  15. As vezes é assim Desabafando, o bom sentimento invade, cria e brinca de poesia.
    Muito bem, por que diz obrigado se eu não posso lhe agradecer? rsrs
    Ficamos como estamos, mas bem sabia lhe ver não seria...rsrs

    Beijos!

    ResponderExcluir
  16. Suziley, as vezes o calor do coração se mostra mais presente que o próprio frio...rsrs
    Mas que o amor possa sim acabar com todo o "frio"!

    Beijos e carinhos para o coração teu.

    ResponderExcluir
  17. Acho que ainda não tive a oportunidade de te parabenizar, Você escreve muito bem!
    Parabéns MESMO!
    E a propósito, ah, como eu amo o frio!
    rsrs
    Lindo o texto.
    Beijos

    ResponderExcluir
  18. Gostei do post! Diferente... lindo nas palavras.
    Gostaria de "ser" verão no inverno!

    Beijos amado amigo... beijos da vampira Laysha.

    ResponderExcluir
  19. Frio é bom qdo tem um cobertor de orelha rs... o calor do amor é mto bom.

    Mais um post excelente!

    ResponderExcluir
  20. Lindo Hamilton! Eu não gosto muito do frio, mas com o corpo e o ♥ aquecidos pouco importa...rs
    Grande beijo!

    ResponderExcluir
  21. Hamilton...

    Não precisa de mais nada!!Pode até parar o tempo... e só!

    Beijos!!

    ResponderExcluir
  22. Hamilton Frio é uma sensação tão Boa ainda mais quando se tem a quem nos esquentar, a sensação é inexplicável.

    Linda poesia como sempre
    abraços

    ResponderExcluir
  23. Por aqui já começou o Verão, mas as delícias do Amor não conhecem estação!
    Vc devia mesmo sério pensar em publicar...
    Adorei! (Se bem que tenha que pesquisar outras palavras para não me repetir, é que seus textos são sempre...tão bonitos!)
    Ternuras

    ResponderExcluir
  24. Ah Naty, muito obrigado pelo elogio e parabéns!!

    Agradeço de coração!

    E o frio ele realmente embala o romantismo!!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  25. Querida Laysha Vampira, meu muito obrigado pelas palavras.

    Eu também adoraria ser o verão de alguém no invero...rsrs

    Beijos!

    ResponderExcluir
  26. É verdade Alexandre, bom é ter um cobertor de orelha,... rsrs

    Obrigado amigo.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  27. Disse tudo Simone Aline, com o corpo e coração aquecidos, que venha o frio...

    Obrigado viu!!

    Beijos.

    ResponderExcluir
  28. Certamente Lívia, neste momento pode se parar o tempo.
    E só se aquecer!!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  29. JoycErick, e é essa a sensação inexplicável que faz falta...rsrs

    Beijos e obrigado!

    ResponderExcluir
  30. Oizinho é por textos assim e tantos outros que aki leio, ser apaixonado pela vida, com bases fortissmas no amor, desta mesma base sólida tento levar minha vida adiante e vivo cada instante e cada momento . Seu texto é simplesmente fantastico, e juntos de mão dadas, estamos plantando sementinha do bem, e do amor, cada um a sua maneira, assim como vejo em muitos blogs o mesmo seguimento e mesma linguagem nossa, falamos o idioma universal do amor, do coração, o mais sincero. Sabe eu trabalho a noite aki no Japão, então umas 5 horas da manha já saio do trabalho e vou correndo pra aula de idioma japones,(não todos os dias, 3 vezes por semana, das 7 as 8:30 volto correndo e passo na praça fazer meu Tay Chi, mais 40 minutos, até as 10: 30 mais ou menos, t ai chi, quase todos os dias, chego e almoço cedo e vou dormir de novo, tem um parque perto de casa lá faço Tai Chi, durmo até as 16:30,e faço tudo isso de trem, é meu meio de locomoção, tudo no Japão tem falta de espaço até ruas né, e eu vivo a cultura deste País. Então continuando, durmo mais um pouco e vou trabalhar, as 18 horas e trabalho a noite toda, até 3 horas da madrugada, mas normalmente quando não tem aula faço , hora extra, p/ poder economizar assim conheço todo o Japão que é meu objetivo,nos dias de folga, numa semana pego um dia de folga, e na outra semana pego 2 dias de folga, outro objetivo é meu livro, Meu Asilo meu Exilio, tenho este projeto, agora pretendo realizar, quando não sei mas estou a trabalhar nisso, por isso todos os dias quando consigo escrevo um pouquinho, e minha meta não deixo de cumprir, tentar levar nem que seja em gotinha a harmonia, através do meu blog, e neste meio tempo tbém deixo um espaço para continuar estudando a filosofia oriental, sabe, desta forma vivo, meu instante, desta forma não tenho tempo de ter depressão, desta forma, não acho tempo para lamentar problemas e o pouco tempo que sobra, se tenho problemas tento resolve-lo e não lamentar o caso, rsss, e as vezes acaba vindo lembranças triste de alguma passagens doloridas que passei, é neste momento que medito, e não me deixo sofrer, minha dor acaba no mesmo instante que medito e emano amor a todos os seres que sentem seus problemas, suas mágoas, neste momento me sinto um só com todos os filhos de Deus, vou correndo p/ faculdade to atrasada hoje, nem me dei conta da hora, rs, mil beijos
    com carinho Hana

    ResponderExcluir
  31. Ah Margarida, sempre dócil em suas palavras...
    Publicar?? rsrs
    Um dia quem sabe não é mesmo!!

    Beijos querida amiga.

    ResponderExcluir
  32. Nato, não tem do que agradecer.
    Acho que nós lhe devemos agradecimentos, pela iniciativa que você tem.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  33. Olá Hana.
    Muito obrigado pelas palavras, e tem mesmo razão.
    Mesmo que em fragmentos, podemos emanar um pouco de amor pelo mundo.
    Vejo que seu dia-a-dia por ai é bem corrido hein!! rsrs
    Mas é assim mesmo, só quem conheceu sabe como arrumamos tempo por ai!

    Beijos e se cuida, e que seus planos se realizem.

    ResponderExcluir
  34. Adoro tempo frio, sentir o perfume ao abraçar...nada é tão bom quanto estamos juntos, não importa o lugar...o tempo é preenchido, é acolhedor...pois lá fora o frio, e aqui dentro é verão no meu coração...rs!

    Blogbeijoooos!

    ResponderExcluir
  35. Tem razão Natália Firmo, este é o tempo a qual todo nós devemos nos atentar.
    O tempo que faz em nossos corações.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  36. Concordo com a Margarida. Vc deveria publicar suas poesias, todas possuem um estilo que é só seu e que se destacam na multidão...
    Parece repetitivo, mas é como sempre, linda!!!

    Obrigada pelo carinho! Adorei o email!
    Um abraço,
    Michelle

    ResponderExcluir
  37. O frio nos convida pra vários sentimentos...
    Até os contrários
    !!

    ResponderExcluir
  38. Opostos que sempre fazem o todo, colorido, vibrante, brilhante, tépido em sonhos e realidade,

    ResponderExcluir

LinkWithin

Web Analytics