"Selos Recebidos"

segunda-feira, 7 de junho de 2010

"Acróstico
Da
Carência"


Carinhos sempre muito bem vindos


Amores eternamente buscados

Redenção às necessidades do coração

Eterno buscar pela compreensão

Na excentricidade de cada alma

Cada qual busca o que traz alento e calma

Indagando-se do que ainda pode fazer

A fim de sanar a carência que consome o ser.

28 comentários:

  1. Linda poesia!
    Sincera como me parecem ser, sempre tuas palavras.

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Lindos versos, combinam-se aqui imagem e palavras. Perfeito!
    Em prosa, eu diria que carência é f***!!!Rsrsrs...
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. "...amores eternamentes buscados...". O amor, carente de amor! Tão perfeito isso! Bjosss

    ResponderExcluir
  4. Vc deve ser um cara que sabe fazer uma namorada feliz. Pq vc tem alma, tem sensibilidade. Isso conta muito.

    E que todos nós saremos nossas carências! Boa semana pra vc, meu amigo. abração

    ResponderExcluir
  5. Carências de vida...então celebremos a vida, com amor e coragem!! Um lindo dia para você querido amigo Hamilton!! Beijos ;)

    ResponderExcluir
  6. Ótima definição. Andei pensando em escrever sobre esse tema no blog mas ainda não me decidi. Acho que todos somos carentes em alguns aspectos.

    ResponderExcluir
  7. hahahaha

    Adorei!

    Nunca havia lido uma descrição tão precisa da carência!

    =**

    ResponderExcluir
  8. Retribuindo suas visitas, obrigada pelos comentários... Adoro suas mensagens. Otima semana com muita luz e paz!bjs

    ResponderExcluir
  9. Que imagem linda Amigo
    Que poesia suave E DE VERDADE
    Beijinhos
    TAVA COM SAUDADES DAKI

    ResponderExcluir
  10. Antes a dor, do que pensar como no sambinha do Cartola "de cada amor tu herdarás só o cinismo..."
    Mas sinto sua dor.Muito.Ela assombra todo este espaço. Nem a música a afasta. É aí que me dá vontade de dizer a vc algo que valha a pena. Mas sei que todas as palavras que arranjasse não seriam suficientes...
    TERNURAS MUITAS

    ResponderExcluir
  11. Já leu o livro do Arthur Dapieve com esse titulo?

    ResponderExcluir
  12. Todos somos seres incompletos e por isso nossas relações também são incompltas... daí vem a carência... não há como fujir dela, mas acredito que é possível direcioná-la ao dançar, ler ou escrever uma poesia por exemplo...

    Beijos!

    ResponderExcluir
  13. Fátima, muito obrigado pelo elogio.
    Mesmo a postagem não sendo tão alegre assim.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  14. Luciana P, muito obrigado pelo elogio.
    Em prosa concordo com você carência é F...!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  15. Rê, o amor carente de amor, não deveria ser não é mesmo?
    O amor deveria ser completo com amor também...

    Beijos e obrigado!

    ResponderExcluir
  16. Alexandre Mauj, meu caro amigo.
    Talvez seja assim, mas agora que diferença faz não é mesmo meu caro amigo.
    Mas espero sim que as carências sejam sanadas em todos nós.

    Abraços, e ótima semana a tí também;

    ResponderExcluir
  17. Suziley, celebremos sim com muita vida, muita coragem e que estas estejam sempre de mãos dadas.

    Obrigado pelo carinho sempre...

    Beijos e ótima e maravilhosa semana a tí também.

    ResponderExcluir
  18. Ah, de se perguntar quem ainda não passou por isso, uma saudade, uma lembrança, uma falta, um motivo que não existe mais! Uma carência sem compreensão, ou com, basta ler o que dentro de cada um há de ter..
    um abraço

    Juliana

    ResponderExcluir
  19. Desabafando, de fato somos sim.
    Espero que escreva sobre, adoraria ler...

    Beijos!

    ResponderExcluir
  20. Lívia Inácio, fico feliz que tenha gostado...

    Beijos!

    ResponderExcluir
  21. Flávissima, muito obrigado por vir.
    Agradeço seu elogio, também adoro ler td o que publica...

    Beijos e ótima semana para vc também!

    ResponderExcluir
  22. Beta, obrigado pelo elogio!
    Obrigado pelo carinho, e que bom que voltou!

    bjs

    ResponderExcluir
  23. lolipop, tem razão antes a dor que o cinismo.
    As palavras que coloco aqui fazem-se de maneira a tirar de mim, passar para o "papel"...
    Agradeço muito sua consideração.

    Sobre o Livro, não o conheço não!!
    Talvez, por que nunca fui assíduo da leitura!!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  24. Tem toda razão Lívia, direciona-la.
    Para isso abuso do escrever, quem sabe ele divague nas palavras e não ouse voltar.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  25. Juliana, é bem verdade.
    Acredito também que não tenha quem conheça as facetas da carência.
    Seja ela qual for, é presente infelizmente.
    Mas também pode se direciona-la como disse a amiga Lívia, e é exatamente o que fazemos de certo!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  26. Olá menino
    Cada um tentando suprir sua carência da forma que se pode.
    Abração

    ResponderExcluir
  27. De fato caro Wanderley, cada qual a sua maneira.
    A minha ou a nossa esta no escrever.

    Abraços!

    ResponderExcluir

LinkWithin

Web Analytics