"Selos Recebidos"

quarta-feira, 12 de maio de 2010

"Vazio"


VAZIO.

A mente divaga, desejando poesia.
Mas nada ocorre,
Nada embriaga nem morre.

Mas como ébrio de poesia.
Escrevo algo, sobre algo que esvazia.

Quantos ouviram dizer, que o vazio é malevolente.
Em certos momentos de certo.
Mas em outros pode fazer-se também benevolente.

O vazio antecede o novo, que exalta.
Pois, nada se enche se espaço falta.
Não meia verdade,
Se não, uma verdade nata.

Escrevo então do vazio.
Deste intrépido navio.

O navio que descarga.
E parte ao Mar sem alguma carga.

Pronto para ancorar.
Nesta vida tão imensa quanto o Mar.

Em diferentes portos ancorar.
Idéias novas traçar.
Rasgar, navegar o imenso Mar.
E nova poesia carregar.

Por não se tratar de mente vazia.
Faz-se eterna a busca por poesia.

Neste navegar pela vida.
Faço do pensar minha lida.

23 comentários:

  1. Linda poesia Hamilton, assim como a poesia está em tudo ela está no nada...
    Bjs da Mila com carinhos pra você...

    ResponderExcluir
  2. Muito obg pelos elogios e pelas visitas, é realmente um incentivo! Abraços!

    http://meuprojetopiloto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Acho que no mundo hj falta um pouco de poesia. Acho que falta muito. Essa capacidade de olhar as coisas com emoção, profundidade, analisa-las. Tudo é mto superficial, rápido e carregado demais.

    Excelente como sempre, grande Hamilton

    ResponderExcluir
  4. Se pudéssemos nos esvaziar de nossas maldades para cultivar o bem!! Linda relexão, caríssimo Hamilton!

    Aplausos!

    ResponderExcluir
  5. Eu naum sei se eu interpretei errado amigo ou os seus outros seguidores. Pra mim este poema naum eh bem uma exaltacaum a poesia, naum diretamente. Eu a interpretei como vc, diante de um bloqueio (qual escritor nunk teve um bloqueio?) e q, ao contrario dos outros escritores, ao inves de se recolherem ateh isso passar, vc prefere escrever sobre o bloqueio, ou seja, sobre o nada, taum grande eh seu amor pela escrita.
    Acertei?
    Abracos amigos e obrigado por sempre estar me incentivando em meus blogs, vc eh um amigo e tanto!

    ResponderExcluir
  6. Eu interpretei como o Bleeding Angel, tô certa???
    De qualquer forma é um excelente post.... Beijocas

    ResponderExcluir
  7. vazio, é isso que ultimamente sinto um certo vazio toda vez que sento para escrever algo....mas sinto que deste vazio logo vira algo novo, um renovo para colocar as linhas....

    Beijos....

    ResponderExcluir
  8. Mila, querida tens toda razão a poesia esta em tudo e em nada, ela faz parte do Mundo.
    Mas tão somente para aqueles que a admiram e delas falam.

    Beijos e obrigado!

    ResponderExcluir
  9. Andréa Silveira, à sua escrita faltariam elogios.
    Utilize-se sim de incentivo, agradeço sua vinda tal como suas palavras.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  10. Alexandre Mauj, é bem verdade.
    O Mundo necessita de amor, portando espero jamais nos calarmos.

    Obrigado! Sempre!

    ResponderExcluir
  11. Pablo, meu caro!
    Agradeço sempre vossas palavras, e pudera o homem de maneira geral, refletir mesmo que pouco, um pouco mais sobre a falta de amor que no Mundo se tem.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  12. Bleeding_Angel, acertou em cheio meu caro amigo.
    Faltaram-me palavras não minto.
    Mas também me permiti virar navio, sem carga.
    Desejando me esvaziar enfim.

    Abraços e não tem do que agradecer!

    ResponderExcluir
  13. Jaqueline, obrigado pela visita.
    Espero em verdade que volte a estar aqui!
    E é verdade, o Lukas acertou tal como você acertara.

    Beijos e obrigado!

    ResponderExcluir
  14. Veja só você Valquíria Falcão, mesmo o vazio não foi capaz de me calar.
    Faça o mesmo deixe fluir e traga o novo, que certamente será belo como sempre.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  15. Nato, eu agradeço suas palavras imensamente, tal como agradeço o selo que logo trarei para cá.
    Sinto-me lisonjeado por ter lhe servido de inspiração meu caro, lisonjeado em verdade.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  16. AMEI A SUA PRESENÇA. MUITO OBRIGADA. SEU POEMA AQUI TAMBÉM É MUITO PTOFUNDO. COMO É BOM PODER MOS ESTARMOS TROCANDO. OBRIGADA PELA VISITA ESTOU TE SEGUINDO. ESPERO QUE VC SEJA TSMBÉM UM DOS MEUS SEGUIDORES.
    CARINHOSAMENTE,
    SANDRA

    ResponderExcluir
  17. Vazio que nos acorrenta a medida que deixamos ser por ele levado, carregado, assolado, invadido! Mais dolorido é o vazio da alma, dos sentimentos, do coração em busca de algo para que seja preenchido! Vazio sem cor, sem pudor, basta a dor para corroer sem piedade, a verdade do nosso ser! Vamos colorir com as mais belas cores, encher nossas vidas com a beleza dos intensos sentidos, que nos proporcione relevantes momentos e cada dia mais esperança do novo, do possível!

    Um abraço - obrigada pela presença,pelas palavras, por compartilhar sentidos!
    Juliana

    ResponderExcluir
  18. Juliana, agradeço sua presença.
    E a resposta, esta em seu espaço de se soltar palavras que de certo jamais serão em vão!

    ResponderExcluir
  19. Muito bom esse poema!
    O vazio nunca é vazio quando há poesia suficiente para preencher o espaço vago de nossa alma!

    Bjinhos***

    Bom final de semana! =)

    ResponderExcluir
  20. Pra vc amigo

    http://celamemorial.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  21. Lívia Inácio, muito obrigado pela presença e palavras.

    Assim seguimos a vida, sem deixar nenhum vazio se apropriar.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  22. Bleeding_Angel, muito muito obrigado meu caro amigo!

    ResponderExcluir

LinkWithin

Web Analytics