"Selos Recebidos"

domingo, 19 de junho de 2011

"Não desistir"


Existem dias que tudo parece desabar em nossas cabeças
Uma série de problemas e juntamente a elas as desavenças
Momento em que nada parece ter algum sentido
Quando todo esforço se torna algo desmerecido

As noites que a insônia atormenta
Criando na mente enorme tormenta
Momento em que estamos distantes de ser boa companhia
Não somos bons conselheiros temos problemas em demasia

Então pensamos sucumbir em meio a esta escuridão
Nada parece apetecer tampouco a solidão
Uma mescla de raiva e pena de si próprio
Sentimento pequeno que sabemos ser impróprio

E em meio a tanta descrença
Um sorriso nos lábios faz toda diferença
A palavra singela de quem lhe quer bem
Mesmo distante diz lhe querer também

O Sol que lá estava sem dar brilho algum
Volta a brilhar mostrando um espetáculo incomum
Esta ali diante de ti, todos os dias de sua vida
Mas esta preocupado em demasia com os problemas da lida

E esquece, que se esta vivo tudo pode-se transformar
Nenhum problema permanece, se ainda pode lutar
Cabe lembrar que as rédeas estão em nossas mãos
Mesmo que a vida nos mostre milhares de ante-mãos




4 comentários:

  1. Olá, Hamilton!
    Há quanto tempo...

    O sol brilha para todos, mas nem todos podem ver esse espetáculo, temos de dedicar um tempo para isso, andar sob ele e sentir o seu calor

    Que voltou que voltou a brilhar!!!

    Bjs
    Chris

    ResponderExcluir
  2. Es cierto, Hamiltón, no debemos rendirnos y en esos momentos de confusión, siempre acaba llegado una palabra, una sonrisa que te da la luz.
    un abrazo

    ResponderExcluir
  3. Tanta sabedoria há neste seu texto, Hamilton.

    "As rédeas então nas nossas mãos" e nenhum dissabor ou descaminho pode nos derrubar se assim não permitirmos.

    beijos!

    ResponderExcluir

LinkWithin

Web Analytics