"Selos Recebidos"

domingo, 13 de fevereiro de 2011

"O Sentimento é Imutável"




Quando de fato uma relação de amor tem seu fim?
Quando um amor se esvai por completo?
Acredito ou desejo acreditar que um grande amor jamais se esvai.
Nunca se acaba, apenas adormece e renasce em momento posterior. (Claro que por vezes leva-se muito tempo, mas renasce sim)
Apesar de na poesia se eternizar uma a quem amada, na verdade apenas estamos semeando um sentimento, cuja a "casca" que antecede seu florescimento possuí as feições desta qual adorada.
Filmes, histórias ou cantos de amor tendem a nos alimentar à enganação. Imputando em nossas mentes a possibilidade de um reencontro, a busca do sentimento quase esquecido, quase pois em lembranças temos seu tão adocicado sabor, sua tão saudosa presença.
E assim, diante de tantas "possibilidades" que vislumbram os olhos, nos acorrentamos a um passado mais próximo.
Nos prendemos em um último momento próspero.
Esquecemos de viver o próprio presente e deduzimos que o "amor" não se fará novamente presente.
E por se estar convencido desta possibilidade, afastamos a todas as formas reais de possibilidades. A chance de permitir o amor novamente florescer.
Este amor que mantemos encubado, regado a lágrimas salgadas.
Lágrimas das águas que a muito já passaram.
Portanto cuidado, cuidado para não se embriagar pela vida criada em uma mente, uma esperança e depois transformada em estória, filmes ou contos.
Saudemos as faces cujo amor já teve, mas lembremos de admirá-lo em novas flores.

"O sentimento é imutável, mas sua beleza sempre se transforma"






15 comentários:

  1. Tu tens frases que até parecem saidas da pena do Oscar Wilde...

    Eu vejo isso de uma forma mais simples, maniqueista até:

    O amor é um sentimento sublime, que não se explica, não se dá, não se oferece...é um sentir nosso. O amor é de ter!

    E não acaba nunca! Se acabou, então já não estamos a falar de amor, mas sim de outra coisa qualquer...

    ResponderExcluir
  2. O sentimento amor eh imutavel, mas as pessoas pelas quais sentimos esse sentimento o saum. Naum acredito q possamos amar apenas uma pessoa e apenas uma unik vez.
    Abracos amigo e obrigado pelas visitas a Cela.

    ResponderExcluir
  3. Corrigindo: as pessoas pelas quais sentimos esse sentimento naum o saum. rs.

    ResponderExcluir
  4. H... MEU DOCE POETA
    Não sei se vc percebeu que essa música do Reação está na seleção lá dos Meus Sonhos e confesso-lhe que amei encontra-la por aqui
    Letra forte e sem querer ou querendo combina com o post
    Amor é infinito ainda que encontre seres incapazes de propaga-lo com ainda mais força!!!

    Beijos e carinhos
    Te adoro

    ResponderExcluir
  5. Que maravilha de postagem...adorei.


    abraços

    ResponderExcluir
  6. Oi meu amigo tão querido

    Amar é um sentimento que não podemos controlar.
    Amamos e deixamos de amar até sem perceber. Só não aceito, pelo menos para mim, sofrer e penar por um amor não correspondido.
    Isso eu deixo para os poetas românticos.rsrs

    Bjs carinhosos no seu coração!

    Nilce

    ResponderExcluir
  7. Olá Hamilton
    Acredito que quando um amor termina, termina junto com ele a possibilidade de volta. Se acabou é porque não era realmente amor, e não não era então não adiante insistir.
    Abração

    ResponderExcluir
  8. A reflexão que permeou teu poema foi o impulso inicial para eu criar meu blog...

    E claro, eu recorri aos pensadores e poetas:

    "Pode-se prometer atos, mas não sentimentos; pois estes são involuntários. Quem promete a alguém amá-lo sempre, ou sempre odiá-lo ou ser-lhe sempre fiel, promete algo que não está em seu poder; mas ele pode prometer aqueles atos que normalmente são consequência do amor, do ódio, da fidelidade, mas também podem nascer de outros motivos: pois caminhos e motivos diversos conduzem a um ato. A promessa de sempre amar alguém significa, portanto: enquanto eu te amar, demonstrarei com atos o meu amor; se eu não mais te amar, continuarei praticando esses mesmos atos, ainda que por outros motivos, de modo que na cabeça de nossos semelhantes permanece a ilusão de que o amor é imutável e sempre o mesmo". (Friedrich Nietzsche)

    "Nunca amamos ninguém, amamos, tão-somente, a idéia que fazemos de alguém. É a um conceito nosso - em suma, é a nós mesmos - que amamos. Isso é verdade em toda a escala do amor. No amor sexual buscamos um prazer nosso dado por intermédio de um corpo estranho. No amor diferente do sexual, buscamos um prazer nosso dado por intermédio de uma idéia nossa". (Fernando Pessoa)

    Enquanto eu não achar respostas minhas, ficarei com o pensamento dos dois.

    Beijinhos...

    ResponderExcluir
  9. Hum... Será? Tenho minhas dúvidas...

    ResponderExcluir
  10. Entre o sentimento e a expressão, tudo o que fica são vivências e tentativas de explicação...

    ResponderExcluir
  11. Uma frase sobressaiu para mim de todo esse belissimo poema..."Esquecemo-nos de viver o presente..."
    E o presente é o que nos oferece a possibilidade do amor...o passado é apenas memória doce do que foi...o passado é a névoa do presente sol...
    Te adoro de montão!!!!
    TERNURASSSSSSSSSSSSSSSSSSSSS

    ResponderExcluir
  12. CONCORDO!
    Deixo para ti amigo o salmo 20.5
    Até...

    ResponderExcluir
  13. E na esperança de transformação vamos nos alimentando...
    lindo poema!

    beeejo e boa semana!

    ResponderExcluir
  14. Oie...Passei aki pra agradecer os parabéns q vc m desejou lá nos Sonhos d Fênix...Obrigado!
    Adorei teu blog vou segui-lo...Espero q goste do meu Blog tbm!
    Bjins

    ResponderExcluir
  15. É só fechar os olhos e outro amor virá junto ao novo amanhecer.
    Beijossssssss

    ResponderExcluir

LinkWithin

Web Analytics