"Selos Recebidos"

quinta-feira, 22 de julho de 2010

"Pensamento Rabiscado"



Serei então o ferro gélido, uma lâmina cortante
Tudo para deixar de ser coração esvoaçante

Na vida quero o sucesso, nada do amor cego
Buscarei nas altitudes o pensamento disperso

Não lutarei mais contra esta sociedade
Que enxerga a vida apenas em maldade

Esquecem do amor cálido
De um sentimento sagrado

Vou me calar por inteiro
Não serei mais este desespero

Do amor guardarei lembrança
Como o amar de uma criança

Que não tem maldade alguma
Enxerga a vida sem nenhuma bruma

Mas em verdade, são meras palavras
A revolta de um coração em brasas

Do amor não posso me restringir
Pois foi dele que minha vida se fez surgir...


P.S. - Desculpas, apenas um momento de pensar.

12 comentários:

  1. Amigo,
    Não entendi pq as desculpas ? Esse post está suave como há tempos n via !
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Pensamento disperso e real.Assistimos o amor sendo friamente esquecido...
    Todos os poemas aqui são tão bonitos!
    Adorei o gatinho da header ^^

    Kiss

    ResponderExcluir
  3. "A revolta de um coração em brasas", linda texto poético Hamilton. Você sabe dizer as verdades com o toque intenso do seu belo poetar. Gostei muito do texto que deixou lá no comentário do meu blog. Muito lindo mesmo!! Obrigada de coração, obrigada por partilhar o seu sentir e a sua razão. Parabéns!! Boa noite prá ti, beijos ;)

    ResponderExcluir
  4. O amor é e sempre será incansável em você, Hamilton.

    Bjs no coração!

    Nilce

    ResponderExcluir
  5. Uma coisa q digo a todos os blogueiros e direi a vc tbm amigo, NUNK PECA DESCULPAS, SEJA LAH PELO Q FOR, ESTE ESPACO EH SEU E QUEM TE CONSIDERA MSM NAUM VAI TE CRITICAR POR NADA.
    Gostei mto do seu poema.
    Vc tem razaum sim, a sociedade soh enxerga maldades msm, infelizmente e, por isso, mtas vzs, perdemos total confianca nas pessoas, elas nos fzem assim.
    Mas ainda ha os bons amigos em quem devemos correr o risco de confiar, eh o q venho fzendo, sendo bem seletivo.
    Gostei da passagem em q vc fala da infancia, tudo parecia mais facil nesta epoca naum?
    E naum pode msm se restringir do amor, pq ele eh a VIDA!
    Abracos

    ResponderExcluir
  6. "Do amor guardarei lembrança..." não, ele é um sentimento poderoso e invasor. Persistente também. E vc não é daqueles que se ficarão pelo cinismo.
    Amar outra vez ...é seu destino!
    BEIJOSSSSSSS

    ResponderExcluir
  7. Sempre guardamos lembranças, como diz o seu poema... Alguns com mais intensidade, outros apenas um suave frescor nas manhãs frias de outono, mas tudo o que passa nas nossas vidas tem uma medida certa de emoção. Lindos versos como sempre!
    Beijos pra ti e ótimo final de semana!

    ResponderExcluir
  8. Lindíssimo pensar!
    Abdicar de tudo menos desse amar que nos veste a alma e pelo qual vale sempre sonhar.
    Gostei muito do poema e do blog!

    Um abraço!

    ResponderExcluir
  9. Também não entendi as desculpas...

    Impossível, indefinível, inexplicável, não importa! Os sentimentos são inesquecíveis...

    Por isso, nos resta sentir, ainda que não haja entendimento algum...

    Beijos, poeta Hamilton!

    ResponderExcluir
  10. Ameiii...as vezes penso o mesmo, essa sociedade cada vez mais cruel, viver nessa constante guerra entre o bem e o mal, entre o certo e o errado...e proteger meu coração.

    Um ótimo fds...

    Blogbeijooos!

    ResponderExcluir
  11. Uma sociedade que só vê maldade, algumas verdades nos fazem refletir.
    Muito bom amigo poeta.

    ResponderExcluir

LinkWithin

Web Analytics