"Selos Recebidos"

segunda-feira, 26 de julho de 2010

"O Proibido"

Capela Sistina- "Fruto proibido"(Michelangelo Buonarroti) 

Ah o amor proibido

Que não pondera e aguça a libido


A paixão desenfreada

Que não impõe limites em sua toada


A graça de um instante

O sabor feito em rompante


Defino assim o sentimento proibido

Avassalador e desmedido


Que muitas vezes fere a alma

Pois se acaba tão logo consumido


Confiram a Reflexão do Proibido em:



13 comentários:

  1. Adorei ler isso aki hj !
    Beijos e obrigada pelo krinho

    ResponderExcluir
  2. "A graça de um instante
    O sabor feito em rompante"

    Graciosa poesia!

    Pudera a volúpia durar eternamente...

    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Forte e intensa poesia Hamilton. Parabéns!! Boa noite, beijos no seu coração ;)

    ResponderExcluir
  4. Verdade, Hamilton

    O amor proibido "se acaba tão logo consumido" e o pior "fere a alma" e muito.

    Bjs no coração!

    Nilce

    PS: Não consigo colocar comentários no "Fragmentos".

    ResponderExcluir
  5. LINDOOOOOOO!
    O amor é um sentimento temido por muitos, pois faz despertar em nós forças desconhecidas..."avassalador e desmedido" são palavras mais que certas.
    Amar é não resistir. É um abandono suave...enquanto dura...
    TERNURAS
    SEEEEEEEMMMMMPREEEEE!

    ResponderExcluir
  6. Medo de amar...lindo.
    Beijo Lisette

    ResponderExcluir
  7. Por mais que o amor proibido seja sofrido,
    Vale a pena amar....
    Por mais que não conseguimos entende-lo
    Podemos senti-lo...
    "Ah é bom demais amar"
    Grande beijo no coração...
    E muita paz nas noites......

    ResponderExcluir
  8. O amor proibido é sempre mais gostoso... mas normalmente mais curto... Muito bom, poeta!

    ResponderExcluir
  9. Verdade!O amor proibido é avassalador e desmedido!

    Muito bom garoto!

    Gosto muitao de voxe,xabia!?

    Beijos!

    ResponderExcluir
  10. A graça de um instante, é isso e nada mais, falamos o mesmo idioma, ele é universal, o do amor querido amigo, amei seu poema, amei cada palavra, me lembra de grandes isntantes, muito obrigada pelos momentos que aki passei, e lembrando do Renato Russo, quantas paginas escrevaras e aki vou lendo pouco a pouco, e quanto noite passo por aki te relendo, é isso aki fica minha admiração, e minha gratidão.Poderia falar mais, muito mais, mas não precisa né, grande poeta.
    com carinho
    Hana
    com carinho
    Hana

    ResponderExcluir
  11. Queria te comparar a um poeta famoso, aqueles que as pessoas julgam "imortal", aqueles que fizeram um só poema e recebem um ou mais séculos de homenagens (não, que não mereçam), injustiça com os poetas do século XXI que escrevem tanto e tão bem, como você. O que tenho lido de Você supera muito.
    parabéns.

    ResponderExcluir
  12. Ah! o proibido é tão mais saboroso... e tão mais gostoso.

    Beijos Hamilton

    ResponderExcluir
  13. Esqueci de dizer que adorei, mesmo essa tua poesia.

    ResponderExcluir

LinkWithin

Web Analytics